sábado, 23 de julho de 2011

QUEM SÃO OS GRUPOS RELIGIOSOS QUE LEMOS NA BÍBLIA?


Identificando os grupos em nossos dias:


Fariseu significa os separatistas, quem são os separatistas hoje?

Os fariseus eram membros de um dos principais grupos religiosos dos judeus.
Quem são os membros de um dos principais grupos religiosos gentios hoje?
Quem acha que o Reino é só deles e que todo o resto do mundo é filho do diabo?


Os fariseus seguiam rigorosamente a Lei de Moisés e as tradições e os costumes dos antepassados.
Quem hoje diz que segue a bíblia, mas que na verdade seguem além da bíblia os costumes e as tradições religiosas?

Os fariseus acreditavam na ressurreição e na existência de seres celestiais. Os fariseus não se davam com os saduceus, mas se uniram com eles para combater Jesus e os seus seguidores.
Quem briga entre si hoje, mas se unem para combater outro grupo religioso e os pregadores da graça de Jesus?

Os saduceus eram membro de um pequeno, mas poderoso grupo religioso dos israelitas. Faziam parte desse grupo, os sacerdotes
e as pessoas ricas e de influência.
Quem faz parte deste pequeno e seleto grupo clerical hoje?

Os saduceus baseavam os seus ensinamentos principalmente no pentateuco.
Quem tem ressuscitado a lei hoje?

Os saduceus negavam a ressurreição, o juízo final e a existência de anjos e espíritos.
Quem tem ensinado hoje que os dons cessaram, que não há mais milagres e são frios como iceberg?

Os saduceus não se davam com os fariseus.
Quais grupos religiosos não se dão hoje, mesmo sendo da mesma religião?

O escriba era o homem que copiava e interpretava a lei de Moisés. Os escribas criaram aos poucos um sistema complicado de ensinamentos conhecido como "a tradição dos anciãos".
Quem são hoje os modernos escribas?
Quem interpreta oficialmente a bíblia hoje?
Quem são os que compilam “a tradição dos anciãos” hoje?
Quem sistematiza o ensinamento das Escrituras e são considerados os intérpretes autorizados das Escrituras?

Jesus censurou os escribas, eles tiveram parte na morte de Cristo e perseguiram a Igreja primitiva. Eles eram chamados também de
"doutores da lei".

A qual de nós Jesus ainda censura por termos nos tornado discípulos dos fariseus, dos saduceus e dos escribas?

DE QUEM VOCÊ É DISCÍPULO?

Esses personagens que descrevi acima eram TODOS CRENTES, eles “faziam à obra”, eles gerenciavam o Reino de Deus na Terra, eles se achavam os certos, foi com eles que Jesus teve os maiores confrontos. São estes os únicos a darem trabalho pra Jesus e inclusive matá-Lo.

Por que eles não aceitaram que Jesus era o Messias?

Simples. Porque segundo a hermenêutica tradicional, Jesus Cristo JAMAIS poderia ser o Messias.

Era inaceitável que o Messias vivesse daquela maneira que Jesus viveu, que fosse amigo de samaritano, que Ele não cumprisse as tradições, que Ele escandalizasse os Judeus e Se pusesse acima de Moisés como Ele fazia dizendo: “ouviste o que foi dito...eu porém vos digo”.

O que de fato Jesus estava fazendo é NEGAR as interpretações malucas das Escrituras, era se colocar ACIMA delas e isso os fanáticos religiosos NUNCA aceitam, sempre ficam violentos e cegos a ponto de matar. Foi assim antes, há 2000 anos atrás e é assim hoje, os fariseus e companhia não aceitam que algo seja CONTRA a interpretação limitada que têm das Escrituras.

Era inaceitável Ele igualar as pessoas, como judeus e gentios, homens e mulheres, escravos e livres, israelitas e samaritanos, assim como é inaceitável para os modernos fariseus igualar crentes e descrentes, heterossexuais e homossexuais, divorciados e casados, fiéis e adúlteros, magros e gordos, brancos e negros, filhos de Deus e filhos do diabo.

Como eu finalmente entendi que não era discípulo de Jesus, mas me tornara discípulo da religião e do cristianismo?

Eu reli o antigo testamento em ordem cronológica dia após dia ininterruptamente por muitas horas até acabar. Quando eu cheguei no Novo Testamento com todas as informações fresquinhas na minha cabeça, logo vi que os judeus estavam certos, que Jesus JAMAIS poderia ser o Messias.

Pensei comigo: “se eu fosse judeu eu também não acreditaria que Jesus era o Cristo”, ele seria no máximo um falso Messias.

Por que cheguei a esta conclusão? Porque são inúmeras passagens bíblicas onde Mateus, Paulo, o autor aos Hebreus entre outros, tiraram os textos de seus contextos para provar que Jesus era o Cristo e isso na regra hermenêutica que aprendi é totalmente errado, pois “texto fora de contexto é pretexto para heresia”.

Aí ou eu apostatava da fé em Jesus, ou continuava crendo que Jesus é o Messias e que o problema está na hermenêutica, ou seja, que a interpretação das Escrituras conforme a igreja praticou desde Constantino era TOTALMENTE ERRADA.

Com isso dei início as minhas pesquisas sobre hermenêutica e reencontrei o Reverendo Caio Fábio que me ensinou que Jesus é a chave hermenêutica que abre as Escrituras, que a única forma correta de ler a bíblia é a partir de Jesus.

Então temos de entender as Escrituras a partir de Jesus e não Jesus a partir da Escrituras.

Aí um universo imenso se abriu diante de mim e enxerguei TUDO muito diferente dos mais de vinte anos de protestantismo presbiteriano.
Pela primeira vez depois da minha conversão eu entendi o Evangelho de Jesus Cristo.


Faça você mesmo o teste, tire a prova dos 9, pegue a sua bíblia e a cada versículo do Antigo Testamento mencionado nos livros que citei acima, a saber: Mateus, cartas de Paulo e Hebreus, vá no texto original do Antigo Testamento e veja o contexto e observe que os textos originais não estão dizendo nada do que os autores do Novo Testamento dizem em relação a eles. As citações são dos textos fora dos seus contextos para provar o que os escritores do Novo Testamento queriam provar, mas quando lemos estes textos junto com seus contextos no Antigo Testamento, vemos que não dá para aceitar o argumento dos apóstolos como prova SE usarmos as regras da hermenêutica tradicional.


Então ou Jesus não é o Messias ou a hermenêutica tradicional NÃO serve para interpretar as Escrituras, você decide.

Texto anteriormente publicado por Cláudio Nunes Horácio

Nenhum comentário:

Postar um comentário